quarta-feira, 29 de abril de 2009

POEMA [ A FLOR DO MARACUJÁ]


Transcrevo abaixo o poema A Flor do Maracujá, de Catulo da Paixão Cearense.
Encontrando-me com um sertanejo
Perto de um pé de maracujá
Eu lhe perguntei:
Diga-me caro sertanejo
Porque razão nasce roxa
A flor do maracujá?
Ah, pois então eu lhi conto
A estória que ouvi contá
A razão pro que nasci roxa
A flor do maracujá
Maracujá já foi branco
Eu posso inté lhe ajurá
Mais branco qui claridadi
Mais brando do que o luá
Quando a flor brotava nele
Lá pros cunfim do sertão
Maracujá parecia
Um ninho de argodão
Mais um dia, há muito tempo
Num meis que inté num mi alembro
Si foi maio, si foi junho
Si foi janero ou dezembro
Nosso sinhô Jesus Cristo
Foi condenado a morrer
Numa cruis crucificado
Longe daqui como o quê
Pregaro cristo a martelo
E ao vê tamanha crueza
A natureza inteirinha
Pois-se a chorá di tristeza
Chorava us campu
As foia, as ribera
Sabiá também chorava
Nos gaio a laranjera
E havia junto da cruis
Um pé de maracujá
Carregadinho de flor
Aos pé de nosso sinhô
I o sangue de Jesus Cristo
Sangui pisado de dô
Nus pé du maracujá
Tingia todas as flor
Eis aqui seu moço
A estoria que eu vi contá
A razão proque nasce roxa
A flor do maracujá


Links Úteis:
Dicas de Presentes Especiais
Decore sua casa
Bolsas, Sapatos, Sandálias

13 Comentários:

Anônimo disse...

Olá.......reler essa poesia me transportou ao passado, costumava declamá-la em todas as festividades da escola onde fiz o ensino fundamental (antigo grupo escolar) e levava as pessoas às lágrimas com minha interpretação. Hoje, adulta vou repetir a declamação e ver se ainda surte o mesmo efeito. Será????

Anônimo disse...

Quem sabe ? Faço votos de que a emoção tome conta do coração ....

Anônimo disse...

maravilhoso e o poema, flor do marcujá, quem nao leu nao sabe a emoçao que dá so se sente com o cheiro do maracuja é doce e realmente emocionante adoro

Anônimo disse...

esse texto é orrivel

Anônimo disse...

parabens por divulgar esta poesia tao linda que retrata a importancia de nossa cultura, talvez um pouco esquecida pelos jovens de hoje, talvez eles nao sabem o que estao perdendo. parabens de novo

Anônimo disse...

healmenti ece testo e orrivel ingual au ceu portugueis,seu babaca

MARGARETE S. Pereira disse...

lindo poema! da razão ao coração acho o poema a mais pura versão do verdadeiro sertão.

Ana Estér disse...

Esse poema me transporta à infância. Minha avó na cozinha e um amigo sentado a mesa recitava estes versos tão singelos mas de grande beleza. Os anos se passaram mas nunca saiu da minha mente esta poesia.
Parabéns pela iniciativa de divulgá-la. Quem não gosta não sabe dar valor às coisas do nosso povo e do nosso sertão....

Anônimo disse...

Esse poema é lindo <3

Anônimo disse...

Esse poema é lindíssimo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Claro que esse poema é uma ficção, fruto da criatividade de poetas que retrata a emoção simbolizando um acontecimento e como todos os poemas são ficticio, mas bem que poderia ser verdade

ALUMÃ disse...

Amo poesias e principalmente as do Catulo , suas palavras são sábias ,gostaria de te-lo conhecido........também escrevo e sei o quanto faz bém á alma..... busquem meu poema chamado A ESCRAVA BABUTA ,parte verídico..... braços Johnson Ortolani , pseudonimo.... Alumã.

ALUMÃ disse...

PERDÃO ; A ESCRAVA BABUCA

Postar um comentário

Deixe seu comentário e me faça feliz!!

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO